Medidas de proteção contra choques nas instalações em instalações elétricas de baixa tensão – Parte 2

 

A proteção básica é a parte da proteção que garante que as partes vivas perigosas não devem ser acessíveis, ou seja, que em condições normais de funcionamento os componentes das instalações elétricas não devem oferecer perigo de choque elétrico. Esta proteção também é conhecida como proteção contra contatos diretos ou proteção no funcionamento normal das instalações.


Na filosofia internacional de proteção contra choques nas instalações elétricas os meios de proteção básica são divididos em dois gurpos, a saber, proteção total e proteção parcial. A proteção total compreende os meios que se destinam a impedir qualquer contato com partes vivas, e a proteção parcial compreende os meios que se destinam a impedir somente os contatos acidentais com partes vivas.


A proteção total é a proteção que deve ser usada nos locais acessíveis a pessoas comuns; estas pessoas têm que ser protegidas contra qualquer contato (tanto os contatos acidentais quanto os intencionais). A proteção parcial é um tipo de proteção que só pode ser usada em locais acessíveis a pessoas com conhecimentos sobre os perigos da eletricidade (pessoas qualificadas, capacitadas, advertidas, autorizadas etc.) A proteção parcial para ser eficaz na garantia da segurança das pessoas necessita do conhecimento destas pessoas. O conhecimento dos perigos da eletricidade é o que garante que uma pessoa não realize um contato direto intencional e possa ser protegido somente contra o contato acidental.


Os meios de proteção básicos são os seguintes:

  •  Proteção total
  •  Isolação (básica) das partes vivas
  •  Uso de barreiras ou invólucros
  •  Proteção parcial
  •  Uso de obstáculos
  •  Colocação fora de alcance


A edição da ABNT NBR 5410:2004 apresentou uma modificação na abordagem da apresentação dos meios de proteção básica. Por entender que a proteção básica é uma proteção que deve ser provida pelos componentes da instalação e não pela instalação, a apresentação das medidas foi deslocada para o Anexo B.


São exemplos de proteção básica: isolação dos cabos, a proteção por invólucros dos painéis e quadros de distribuição, a proteção por isolação básica e invólucro dos motores e outros equipamentos elétricos.

 

Como pode ser visto na abordagem dada pela NBR 5410 para a proteção básica, o projeto das instalações elétricas deve especificar e garantir que serão cumpridas as especificações de proteção básica, mas a garantia da segurança é dada pelo fabricante do componente da instalação.

 

<< Parte 1                         Parte 3 >>

 

Fonte: http://www.voltimum.com.br/articles/medidas-de-protecao-contra-choques-nas-instalacoes-em-instalacoes-eletricas-de-baixa-tens-3

 

Data: 15/04/2017

Unidade São José dos Campos (12) 3322-7354

Copyright © 2017 - MIOMEGA - Todos os direitos reservados

Produzido por Sites & Cia